GIMP - Tutorial #1: Ferramentas básicas de seleção de áreas

Artigo originalmente publicado na revista da unicamp.

Iniciamos aqui nosso primeiro tutorial de GIMP, uma das mais poderosas ferramentas gráficas a serviço do usuário de software livre. Em nossa primeira lição trataremos do aspecto básico de seleções.

Quando eu usei pela primeira vez o gimp tive a impressão que era um inútil. Não era capaz de desenhar uma figura geométrica e preenchê-la com uma cor, por exemplo. Entender o princípio básico das seleções do gimp foi o primeiro passo para começar a usá-lo efetivamente e é por isso que começaremos justamente com as seleções, as primitivas básicas de manipulação da imagem.

O que vamos mencionar vale para as ferramentas de seleção destacadas na figura abaixo:

Da esquerda para a direita temos as ferramentas de seleção de áreas retangulares, áreas elípticas, seleção à mão livre e seleção de áreas contíguas.

Áreas retangulares

Como o nome sugere, esta ferramenta seleciona áreas retangulares. Você determina dois vértices opostos da figura e ele cria a seleção.
Selecione uma área retangular clicando em um ponto da imagem com o botão esquerdo do mouse e arrastando o mouse até o outro ponto, soltando então o botão para finalizar a seleção, como demonstrado na figura a seguir:

Caso você necessite a seleção de uma área quadrada, pressione a tecla 'shift' logo após a seleção do primeiro vértice, isso fará com que a seleção se torne um quadrado perfeito que englobe o ponto inicial e o ponto final da seleção, como demonstrado na figura a seguir:

Se após a seleção do primeiro ponto você pressionar (e mantiver pressionada) a tecla 'CTRL' o ponto inicial será o 'ponto médio' do retângulo (o ponto em que as duas diagonais se cruzam) e o segundo ponto será um de seus vértices, muito útil quando precisamos de nosso retângulo centralizado em um determinado ponto da imagem com que estamos trabalhando, como na figura a seguir:

O que acontece caso selecionemos um ponto e pressionemos 'CTRL+SHIFT' enquanto arrastamos o mouse? Experimente. (Primeiro selecione o ponto, e depois pressione as teclas, mantenha-as pressionadas enquanto arrasta o mouse, solte-as após soltar o botão do mouse).

Áreas elípticas

Esta ferramenta seleciona áreas elípticas. Você determina dois vértices opostos de um retângulo imaginário e ele cria a seleção elíptica que o tangencia.
Selecione clicando em um ponto da imagem e arrastando o mouse até o outro ponto, soltando então o botão esquerdo do mouse para finalizar a seleção, como demonstrado na figura a seguir:

Caso você necessite a seleção de um círculo, pressione a tecla 'shift' logo após a seleção do primeiro vértice, isso fará com que a seleção se torne um círculo perfeito, tangente internamente a um quadrado imaginário tal qual seria formado pela ferramenta de seleção retangular. Demonstramos a seguir:

Se após a seleção do primeiro ponto você pressionar (e mantiver pressionada) a tecla 'CTRL' o ponto inicial será o 'centro' da elipse e o segundo estará contido em uma das arestas de um retângulo imaginário como seria formado pela ferramenta de seleção retangular. Mais uma vez isso é muito útil quando precisamos de nossa elipse centralizada em um determinado ponto da imagem com que estamos trabalhando, como na figura a seguir:

O que acontece caso selecionemos um ponto e pressionemos 'CTRL+SHIFT' enquanto arrastamos o mouse? Experimente. (Primeiro selecione o ponto, e depois pressione as teclas, mantenha-as pressionadas enquanto arrasta o mouse, solte-as após soltar o botão do mouse).

Seleção à mão livre

A seleção à mão livre não possui muitos segredos, você clica, arrasta o mouse por aí e quando solta ele completa a área circundada ligando o ponto final ao inicial, como demonstrado a seguir:

Seleção de áreas contíguas

Esta ferramenta é especialmente útil em fotos digitalizadas. A área a ser selecionada é determinada pela cor do ponto em que se clica o mouse. Todos os pixels da mesma cor ao redor do ponto marcado são também selecionados, e assim sucessivamente até que a seleção não possa mais se expandir. Veja o exemplo a seguir:

Agora usaremos a ferramenta de seleção de áreas contíguas e clicaremos o mouse na área negra no braço do sofá da foto. Note que toda a área negra contígua a partir do ponto assinalado será selecionada independentemente das formas da figura.

E por hoje é só. Na próxima matéria aprenderemos a combinar áreas selecionadas, usando ferramentas como união, subtração e intersecção de áreas. Até lá. 🙂

Comente de volta!