No creo en brujas...

Parece que tem dias em que você não consegue
encontrar nenhuma explicação científica, médica
ou psicológica para as coisas a que costumamos chamar de "fases ruins" ou "azares", ou ainda "indisposições" ou ainda, tudo junto.

Nesses momentos é que o absurdo, o sem fundamento, o impossível salta aos olhos 🙂

(P.S. Eu não acredito na validade deste ou de qualquer outro tipo de mecanismo que "preveja" aspectos da vida, saúde ou humor de alguém baseado em qualquer método, por mais tradicional ou difundido que seja). Isso está aqui porque foi o primeiro (e até agora único) motivo de riso meu hoje, se você quiser saber o que um biorritmo é, olhe na Wikipedia

{mosimage}

Fonte: http://www.bio-chart.com

Comente de volta!