Porque ele existe

Dizem que George Mallory, um dos primeiros a tentar escalar o Everest, em entrevista para o New York Times respondeu à pergunta “Por que você quer escalar o Everest?” da seguinte maneira: “Porque ele existe” (“Because it’s there!”  no original, as nuances são difíceis de traduzir).

Este é  um bom exemplo de um valor meio fora de moda, empoeirado e esquecido em diversos círculos, que precisa MUITO ser reconhecido, incentivado e cultivado.

A questão é que os reais benefícios de se fazer coisas que possuem apenas “hack value” na grande maioria das vezes não são obtidos do resultado do trabalho, mas do trabalho em si (e do aprendizado decorrente dele). Como na vida:  “o destino final não é o mais importante, a viagem que realmente conta”, ou assim dizem ;)

Do jargon file:

Hack Value: Sempre apresentado como a razão ou motivação para se dispender esforço rumo a um objetivo aparentemente inútil, pelo fato do objetivo atingido ser um ‘hack’.

Comente de volta!