Coincidências (Parte I)...

Essa semana aconteceu uma coincidência que beira o incrível, e me fez lembrar a coincidência mais incrível que tinha acontecido na minha vida até então. Como não tenho nada pra postar, vou contar as duas, em dois posts:

COINCIDÊNCIA I:

Aconteceu logo que prestei vestibular. Eu era do Paraná, então vim prestar vestibular pra Unicamp em Sto André e ficar na casa da minha tia por uns dias. Na hora da prova (isso na segunda fase) dei uma olhada ao redor pra ver a cara de quem ia potencialmente estudar comigo (e procurando potenciais futuras engenheirinhas de computação) reparei em uma menina que estava lá fazendo prova (acho que era a única, ou uma de duas, no máaximo :P).

Passa o tempo, eu passei! Me matriculei, fui levado pra pedir pedágio e no ônibus de volta depois da cervejada (eu não bebia) eu reconheço essa mesma menina, também no pedágio. Ela tinha passado também! A gente começa a conversar e num dia seguinte comento que lembro dela do vestibular. A sequência interessante foi mais ou menos essa:

Eu: _Você é de Sto André mesmo? Minha tia mora lá.
Ela: _Sim, sou, em que bairro sua tia mora?
Eu: _No Jd. Floresta, divisa com Rudge Ramos
Ela: _Eu moro em Rudge Ramos, e morava no Jd. Floresta! Em que rua ela mora?
Eu: _Na Rua Cacilda (obs: não lembro o nome da rua mais)
Ela: _Sério? Eu morava na rua Cacilda!
Eu (irônico): _É? No número 256?
Ela: ...
Eu: _O que foi?
Ela: _Como você sabe?
Eu: _Como eu sei o que?
Ela: _Que eu morava no número 256?
Eu: _Não pode ser. Minha tia mora na rua Cacilda, 256.
Ela: _Você tá brincando comigo. *EU* morava lá.
Eu: _Não, ela mora lá. É uma casa assim: Começa com a salam aí tem uma copa, o corredor, um quarto e o banheiro à direita, no fundo do corredor um outro quarto maior e...
Ela (branca): ...

Bom, pra encurtar a história: depois dela ficar muito pasma e ainda duvidando a gente descobriu que o meu tio tinha comprado a casa do pai dela havia poucos meses. Quais as chances de algo assim acontecer? Nunca tentei calcular... até essa semana essa havia sido a maior coincidência de que me lembrava. A outra fica pro post 2

  10 comments for “Coincidências (Parte I)...

Comente de volta!