Liderança: A importância da Transparência

Fala-se muito em liderança, mas pratica-se muito pouco. Em geral as pessoas confundem liderar com comandar. São duas coisas completamente diferentes.

Liderar é uma responsabilidade, comandar é uma circunstância (e não raro reles demonstração)  do poder.

Liderar é ser aberto e conquistar a confiança de seu amigo, de sua namorada, de seu time, de seus filhos.

O comando é uma posição que  pode ser imposta, instituída ou tomada, mas nunca será possível obrigar alguém a confiar em você.

A única forma de se obter confiança é conquistá-la e o primeiro requisito é ser você mesmo confiável. Uma  forma fundamental de demonstrar ser digno de confiança é ser transparente, aberto, saber ouvir e alinhar ações com discurso. Não se pode conquistar a confiança de alguém falando de um modo e agindo de outro, aplicando pequenos coups de etat ou manipulando cordinhas por detrás das cortinas.

Infelizmente, o que vemos por aí são pessoas que almejam o poder, mas não a responsabilidade. Pessoas que são investidas do poder, mas não sabem lidar com pessoas. Pessoas não são meros recursos, números em uma planilha; pessoas são conjuntos complexos de coisas tão subjetivas como alma, desejos emoções e expectativas.

O líder precisa saber reconhecer e satisfazer esses aspectos intangíveis para que as pessoas se sintam motivadas a dar o melhor de si em projetos de qualquer espécie. Técnicos, familiares ou voluntários.

É muito importante saber muito bem do que se está falando ao se liderar pessoas, mas é ainda mais importante saber como falar ou todas as mensagens serão comprometidas.

Lembrem-se disso.

  2 comments for “Liderança: A importância da Transparência

  1. 01/05/2009 at 21:21

    Eu concordo em gênero, número e grau 😀

    Vejo isso diariamente. Pessoas fazendo de tudo para assumir papeis de liderança, sem contudo ter vocação para isso. Na maioria das vezes são pessoas que assinam e-mail incluindo a sigla PMP no final do nome, ou fazem questão de ressaltar que são "SCRUM Masters" como se isso fosse suficiente para ser um lider. São pessoas que desconhecem a diferença entre "recursos de projeto" e "seres humanos". Eles acreditam que ler O Livro de Ouro da Liderança ou assistir o curso "Liderança 101" é suficiente para virar lider (comprovado em currículo), mas não sabem que ser lider é vocacional. Liderança dar-se naturalmente e não se comprova por meio de certificados.

    Você deve testemunhar essas situações também, tanto que tocou no assunto. Infelizmente a liderança é dada sempre por questões políticas - politicagem mesquinha, em alguns casos - e quase nunca valorizando o mérito da pessoa.

    Mas também já vi características comuns em bons líderes que cruzaram meu caminho: Carisma, ouvir mais do que falar, respeito e valorização das diferenças, capacidade de assumir responsabilidades (ao invés de delegar), ser um exemplo de verdade.

    "Lead by example", pena que desconheço o autor.

    Um forte abraço,
    Carlos.

  2. 04/03/2011 at 09:47

    Concordo plenamente!
    Acredito que nos dias de hoje os funcionários não devem respeitar um chefe por medo ou submissão, e sim por respeito e admiração.

    Um abraço,

    Luiza.

Comente de volta!